Trás-os-montes

IG – Trasmontano e DOC – Trás-os-Montes
Geral

Chama-se Trás-os-Montes pois é a região mais nordeste de Portugal e está rodeada de montanhas. Aqui existem vestígios de produção de vinho com mais de dois mil anos e ainda hoje é uma região que preserva muita tradição, não só na produção de vinho como de azeite e amendoal.

Enoturismo

Uma visita à região de vinhos de Trás-os-Montes deve começar por uma passagem por algum dos muitos Lagares Rupestres na zona de Valpaços. Estes lagares cravados em granito, não só mostram como a produção de vinho aqui vem de tempos muito antigos, como nos ensina técnicas ancestrais, mas muito avançadas para aquela altura.

A região vitivinícola de Trás-os-Montes está dividida em 3 sub-regiões: Valpaços, Chaves e Planalto Mirandês.

Por ter uma área tão extensa, é bom dedicar alguns dias para Enoturismo em Trás-os-Montes. A produção de vinho nesta região é ainda essencialmente de pequeno projectos ou projectos familiares. O vinho faz-se com muita paixão e dedicação e por isso vale muito a pena bater à porta de algumas adegas e conhecer as pessoas por detrás de cada garrafa de vinho.

Cidades a visitar: Chaves, Valpaços, Bragança, Mirandela

icon
Castas principais

Principais castas brancas: Gouveio, Viosinho, Rabigato, Códega do Larinho

Principais castas tintas: Tinta Amarela, Bastardo, Touriga Nacional

Os vinhos brancos são muito aromáticos, frutados e um pouco florais, com acidez média, bastante equilibrada. No caso dos vinhos tintos, são vinhos igualmente intensos em aromas, sabores e mesmo em cor.  Na boca, são estruturados, encorpados e com taninos firmes. É comum o uso de madeira para envelhecer o vinho pelo que se tornam robustos e com grande capacidade de envelhecimento.

Image 1
Image 2
Image 3

Localização

ADEGAS PARA VISITAR

Descarregue a versão mobile
Trustpilot

SUBSCREVER

Regista o teu e-mail para receber notícias e atualizações

Este site utiliza cookies da Google para disponibilizar os respetivos serviços e para analisar o tráfego. O seu endereço IP e agente do utilizador são partilhados com a Google, bem como o desempenho e a métrica de segurança, para assegurar a qualidade do serviço, gerar as estatísticas de utilização e detetar e resolver abusos de endereço.